Incaper cede área no Centro de Pesquisa de Domingos Martins à Polícia Militar Ambiental

O Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper) cedeu uma área no Centro de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação (CPDI) Serrano à Polícia Militar Ambiental do Espírito Santo (PMA). A localização no distrito de Aracê, Domingos Martins, é estratégica para o desenvolvimento do policiamento ambiental na região serrana do Estado e de ações de prevenção das atividades ilegais de desmatamento, pesca e caça.

O contrato de cessão de uso de imóvel foi assinado, nessa quarta-feira (03), na Sede do Incaper, em Vitória. A diretoria do Instituto oficializou a concessão da área do CPDI com as presenças do comandante-geral da Polícia Militar do Espírito Santo, coronel Douglas Caus, e o comandante do batalhão da PMA, tenente-coronel Cosme Carlos da Silva. Na ocasião, o diretor-presidente do Incaper, Antônio Machado, destacou que a ação estreita o relacionamento de grande importância com a PMA.

“Diversos benefícios são adquiridos com a instalação da base da Polícia Militar Ambiental no Centro de Pesquisa do Incaper. O meio ambiente ganha com as ações da polícia de preservação e o patrimônio do Instituto também é beneficiado com a presença dos policiais. Essa ação reforça um relacionamento entre as instituições que têm o objetivo em comum que é zelo pela natureza”, disse Machado. 

A área cedida pelo Incaper, em Domingos Martins, abrange 5,29 hectares e está às margens da BR-262, o que oferece grande visibilidade para a base policial que será instalada. O comandante do batalhão da PMA lembrou que a área cedida pelo Incaper é uma região com um poder ambiental muito grande, com área proeminente de cobertura florestal de cerca de 43%. 

“Onde tem mata, às vezes, tem pessoas com más intenções, caçadores e parcelamento irregular do solo. A polícia no local vai trabalhar nessa seara ambiental com fiscalização, mas, principalmente, na área de educação ambiental. Nós sabemos que precisamos educar o cidadão e, com isso, evitamos punir. Para nós, é um ganho muito grande. Hoje temos um pelotão, mas a nossa intenção é construir uma área mais visível e aumentar o efetivo para poder atuar de uma forma mais incisiva naquele local, tanto em fiscalização quanto em educação ambiental”, explicou o tenente-coronel Cosme Carlos da Silva.

A diretora-técnica do Incaper, Sheila Posse, ressaltou que a instalação da base da PMA no CPDI do Incaper é uma oportunidade para aliar o trabalho de pesquisa em preservação do meio ambiente, desenvolvido pelo Instituto, com a atuação da polícia. “Nossos pesquisadores e técnicos desenvolvem muitos trabalhos na área de preservação e sustentabilidade. É uma excelente maneira de aliar o trabalho e atuar em conjunto”, pontuou.

O diretor administrativo do Incaper, Cleber Guerra, frisou que a maior proximidade com a Polícia Militar Ambiental é uma parceria que promove muitos ganhos para a sociedade. “Nós estamos comprometidos em oferecer suportes como esse convênio de cessão de área para fomentar o trabalho de educação ambiental, que fortalece ainda mais essa missão que também é do Incaper. Ter a polícia atuando na região traz grandes benefícios”, afirmou.

Fonte: Incaper

Últimas notícias

Cursos de tratorista e cultivo de cacau exclusivos para mulheres

Registro de ação do projeto “Mulheres do Cacau” com produtoras rurais As mulheres estão ...

Mapa destrói 58 mil garrafas de azeite de oliva fraudado

Foi a maior apreensão já realizada pelo Ministério da Agricultura no país desde ...

Campanha pretende estimula consumo do produto no país

Tema foi debatido durante reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva de Leite ...

Conab afirma que clima prejudica oferta de hortaliças e frutas no país

Quem procura preços baixos no atacado terá que aguardar mais um pouco até ...

Congresso Brasil-Alemanha de Inovação acolhe também o tema de sustentabilidade

Um dos eventos mais tradicionais do ecossistema brasileiro de inovação e o maior ...