Mais de 20m/t de cascas de arroz viraram energia em 2020

Em torno de 22 mil toneladas de cascas de arroz foram transformadas em energia elétrica em 2020, pela usina própria da Fumacense Alimentos, localizada na unidade matriz da empresa, em Morro da Fumaça, em Santa Catarina. Ao todo, neste ano a estrutura gerou 6.293 MW/h, o que em um comparativo, seria suficiente para abastecer cinco mil residências de até três pessoas durante o mesmo período de 12 meses.

Em um sistema de cogeração, a usina tem queimado 90 toneladas de cascas de arroz por dia na caldeira e produzido, com isso, 23 toneladas de vapor a cada hora. Neste cenário, 60% do vapor gera eletricidade por meio de uma turbina e os outros 40% são destinados ao processo de parbolização do grão, no setor fabril da empresa.

Conforme o coordenador da termelétrica, Lucas Tezza, essa geração de energia para a empresa é um dos principais benefícios da usina. “Além, claro, do apelo sustentável desse modelo, uma vez que, desta forma, conseguimos reaproveitar a casca do arroz, que seria um dos principais resíduos gerados pela indústria”, completa.

E seguindo o viés sustentável, os resíduos originados da usina também são reaproveitados em outros setores. Resultado da queima das cascas de arroz na caldeira, segundo o coordenador da termelétrica, as cinzas geradas tem sido destinadas às indústrias siderúrgica, cimenteira e até mesmo cerâmica da região e de outros estados do Brasil.

A empresa pioneira no país, no que diz respeito a cogeração de energia a partir da casca do arroz, com uma usina termelétrica que está em operação desde o ano de 2008. A empresa é referência nacional na produção de arroz e produtos feitos à base desse cereal.

Fonte: Climatempo

Últimas notícias

Mapa descarta mais de 41 mil garrafas de azeite de oliva adulterado

Análises laboratoriais constataram presença de óleo de soja, corantes e aromatizantes nos produtos ...

Crédito rural transforma vida de agricultores familiares no Estado

Agricultor Rogério Kruger em sua lavoura de inhame em Santa Leopoldina O preparo ...

Cientistas usam drones com câmeras inclinadas para monitorar gado no pasto

Imagens oblíquas  e tecnologias de aprendizado profundo (deep learning), como as redes neurais computacionais, ...

Conab atualiza ferramenta de pesquisa dos preços diários do mercado de hortifrutis

Desde a última quarta-feira (20), ficou mais fácil realizar a pesquisa de dados ...

Nova lei permite a produtor rural requerer recuperação judicial

Entrou em vigor ontem (24), após alguns vetos presidenciais, a Lei 14.112/2020, que ...