Mapa e Ministério da Economia atendem a pleito do CNC e encontram caminhos para o pagamento do Brasil à OIC

As gestões realizadas pelo Conselho Nacional do Café (CNC), junto ao Governo Federal, visando o pagamento integral da anuidade do ano cafeeiro 2020-2021, devida pelo Brasil à Organização Internacional do Café (OIC), foram atendidas ontem (13), com a publicação da Portaria da Fazenda/ME, Nº 5.545, no Diário Oficial da União. O Ato do Ministério da Economia abriu crédito suplementar ao orçamento destinado ao pagamento da OIC, no valor de R$ 1,042 milhão. Tal medida permitirá que o Brasil recupere seu direito à voto junto à Organização, ação fundamental neste momento em que está em vias de apresentar oficialmente a candidatura de Vanusia Nogueira ao cargo de diretora executiva da OIC.

A abertura do crédito suplementar no valor total de R$ 18.773.111.280,00 (dezoito bilhões, setecentos e setenta e três milhões, cento e onze mil, duzentos e oitenta reais), de forma abrangente a várias cadeias produtivas para reforço de dotações constantes da Lei Orçamentária vigente, demostra o compromisso do governo com as associações e entidades. Silas Brasileiro, agradece o comprometimento, empenho e trabalho exemplar conduzido pelo Subsecretário de Política Agrícola e Meio Ambiente, Rogério Boueri Miranda, que viabilizou o encontro dos caminhos orçamentários para que o Brasil honre seus compromissos junto à OIC e mantenha sua liderança e prestígio no setor cafeeiro internacional. 

Em reunião anterior com o Diretor do Departamento de Comercialização e Abastecimento da Secretaria de Política Agrícola do Mapa, Silvio Farnese, no último dia 04, o Presidente do CNC propôs ações visando à aplicação do saldo remanescente do orçamento 2020 do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) e tratou também da antecipação da liberação dos recursos aprovados para a safra atual, tendo em vista a chamada pública, do dia 03 de maio, às instituições financeiras integrantes do Sistema Nacional de Crédito Rural interessadas em operar os recursos do Funcafé na safra 2021/2022. No total, o Funcafé disponibilizará ao setor R$ 5,95 bilhões, 4,2% a mais do que em 2020.  No último dia 07, foi publicado no Diário Oficial da União, pelo Ministério da Agricultura (Mapa), portaria que define os critérios para a distribuição dos recursos do Funcafé entre os agentes financeiros interessados em operacionalizar os recursos do Fundo. O prazo para manifestação se estende até esta sexta-feira (14).

Fonte: CNC

Últimas notícias

Coops já podem enviar projetos para o PAA

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) liberou o sistema para recebimento dos projetos ...

Selo Arte para produtos de abelhas e derivados terá início em outubro

Podem receber o Selo produtos artesanais de abelhas Apis mellifera e de abelhas ...

Você conhece a Doença de Haff? Mapa monitora casos no Brasil

Orientação é que consumidor adquira pescado com selo de inspeção oficial O Ministério ...

Fórum Café e Clima apresenta condições da produção diante dos impactos climáticos

Como os cafezais estão reagindo diante do comportamento do clima, marcado por seca, ...

Bolsonaro veta projeto sobre medidas emergenciais de amparo à agricultura familiar

Foto: Veja O presidente Jair Bolsonaro vetou um projeto de lei sobre medidas ...