Produtores de borracha natural podem aderir ao sistema de produção integrada

Os critérios previstos no sistema permitem ao produtor de borracha natural maior competitividade internacionalmente

As normas técnicas para a produção integrada da borracha natural foram publicadas na Instrução Normativa nº 6 no Diário Oficial da União. O normativo entra em vigor no dia 1º de junho. 

A produção integrada tem como estrutura básica boas práticas agrícolas para a adequação dos processos produtivos e obtenção de produtos vegetais e de origem vegetal de qualidade. Esse sistema favorece o uso de recursos naturais e a substituição de insumos poluentes, garantindo uma produção agrícola sustentável, economicamente viável e socialmente justa, além de permitir a rastreabilidade do produto. 

O coordenador-geral de Sistemas Integrados de Produção Agrícola do Departamento de Cadeias Produtivas do Mapa, Marcus Vinícius Martins, comenta que o sistema de produção integrada é uma antiga demanda dos produtores de borracha natural, em discussão há cerca de quatro anos. 

Para o presidente da Câmara Setorial da Borracha do Mapa, Antônio Carlos Gerin, em mercados cada vez mais exigentes, esses critérios são diferenciais e permitem ao produtor de borracha natural maior competitividade internacionalmente. “A borracha brasileira compete com produtos importados e, muitas vezes, os produtores não conseguem comprovar que vieram de uma cadeia sustentável baseada em boas práticas. Ao aderir ao sistema de produção integrada, o produtor nacional agrega ainda mais valor ao seu produto, garantindo um espaço diferenciado de mercado”. 

A adesão à produção integrada é voluntária e o produtor que seguir as normas técnicas passa por avaliação para obter o selo “Brasil Certificado”, concedido por uma entidade credenciada pelo Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). 

“Não basta parecer sustentável, precisamos demonstrar. A certificação pela Produção Integrada e o selo Brasil Certificado, baseado em boas práticas agrícolas, reflete não somente em ganhos de produtividade como atendem a um desejo da sociedade em consumir produtos produzidos de forma sustentável abrindo portas para uma preferência ao produto e viabilizando uma monetização deste valor agregado. A Produção Integrada é o caminho mais simples e acessível para o setor trilhar”,  ressalta Fernando Guerra, diretor-executivo da Associação Brasileira de Produtores e Beneficiadores de Borracha Natural.

PRODUÇÃO INTEGRADA – A Produção Integrada começou no Brasil com o Marco Legal da Produção Integrada de Frutas (PIF), em 2001. Atualmente, a Produção Integrada é válida para todas as cadeias do agronegócio, ficando a cargo dos colegiados específicos a apresentação de propostas de normas para cada cultura. 

Fonte: Mapa

Últimas notícias

Ufes obtém registro de nova cultivar de café conilon com alto teor de cafeína

A Ufes obteve o registro de mais uma cultivar de café conilon no ...

Promoção de cafés especiais do Brasil em Dubai pode render US$ 23,4 milhões

Ação coordenada pela BSCA levou 19 empresas brasileiras à World of Coffee, que ...

Vinícolas gaúchas promovem atrações para celebrar a colheita da uva

Crédito: Renato Soares/MTur Tem início a temporada da Vindima no Sul do país ...

Parceria prevê US$ 100 milhões para projetos de redução das emissões de metano

Para secretário de Inovação do Mapa, Fernando Camargo, iniciativa pode ajudar países a ...

Valor da contribuição mensal do MEI vai aumentar em fevereiro

Os microempreendedores individuais devem ficar atentos ao reajuste na contribuição mensal, que passa ...